GE 001 005 - Tutorial para inclusão de Unidade de Ensino

De UltramaxWiki
Ir para: navegação, pesquisa

Cadastro de Unidade de Ensino

Toda vez que uma nova unidade da instituição for criada é necessário cadastrar além da unidade: os cursos, as turmas e as séries.

Dessa lista o primeiro item a ser executado é a criação da unidade, para isso, siga os passos a seguir:

a)    Acessar a área Administrativa;

b)   Selecionar a opção do menu TABELAS;

001005Imagem1.png

c)    Selecionar o ícone UNIDADES DE ENSINO,    ;

d)   Clicar o botão NOVO;

e)    Aparecem 4 guias, que serão descritas a abaixo:

Guia Unidade de Ensino

Nessa guia é feita a caracterização da instituição, ou seja, são adicionados os dados que identificam a UNIDADE, veja abaixo a descrição de cada item apresentado na guia:

001005Imagem2.png

CÓDIGO (obrigatório): nesse campo, colocam-se APENAS números, seguindo um padrão determinado pela instituição para identificação das unidades. ATENÇÃO: não podem existir duas unidades com a mesma identificação;

DESCRIÇÃO (obrigatório): texto que irá aparecer toda vez que a unidade deve ser selecionada pelos usuários;

NOME FANTASIA (obrigatório): nome comercial da instituição, forma como ela é conhecida pelo público;

RAZÃO SOCIAL (obrigatório): é o nome devidamente registrado na junta comercial, informação utilizada na emissão de documentos da instituição;

CNPJ (obrigatório): Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, nesse campo digite apenas números;

TELEFONE: número do telefone principal da unidade que está sendo cadastrada;

CEP: digite o CEP da Unidade que está sendo cadastrada (coloque apenas números), e clique em BUSCAR ENDEREÇO, e os campos LOGRADOURO, BAIRRO, CIDADE e ESTADO serão preenchidos automaticamente;

LOGRADOURO (obrigatório): rua da Unidade que está sendo cadastrada se localizada (preenchido automaticamente);

NÚMERO (obrigatório): deve ser digitado;

COMPLEMENTO: informações adicionais sobre a localização da unidade;

BAIRRO: bairro onde a Unidade que está sendo cadastrada se localizada (preenchido automaticamente);

CIDADE (obrigatório): cidade onde a Unidade que está sendo cadastrada se localiza (preenchido automaticamente);

ESTADO (obrigatório): estado onde a Unidade que está sendo cadastrada se localiza (preenchido automaticamente);

UNIDADE INATIVA: essa opção deve ser selecionada APENAS se a unidade não estiver funcionando.

Dados do Boletim

Nessa guia, no campo Nome da unidade no boletim (1) digite o nome como deve aparecer no cabeçalho de impressão do boletim.

001005Imagem3.png

Cobranças

Na guia Cobranças são colocadas informações IMPORTANTES para a emissão do boleto, como pode verificar na imagem a seguir:

001005Imagem4.png
OBSERVAÇÃO: Embora, seja possível incluir essas informações, mesmo que algum campo não tenha sido preenchido, é NECESSÁRIO incluir todas elas, pois são informações de cobrança, inclusive para pagamentos em ATRASO. QUALQUER INFORMAÇÃO OMITIDA PODE INTERFERIR DIRETAMENTE NO VALOR DE COBRANÇA.

Cantina

Se a Instituição fez a opção de uso do nosso Sistema de Automação da Cantina (UltraPDV), essa guia deve ser utilizada, caso contrário não será necessário.

Na tela apresentada no campo Senha para integração dos sistemas (1), deve ser criada uma senha SEGURA, pois é essa senha que irá habilitar a integração dos Sistemas Gestão Escolar e Cantina. Na opção Exigir digitação de senha por parte do consumidor (2), se ela for selecionada, todas às vezes que o consumidor (aluno ou colaborador), fizer uma compra para ser cobrado pelo sistema, ele deve digitar a sua senha como forma de autorização para desconto em folha de pagamento (colaborador) ou por emissão de boleto (aluno).

Após a inclusão de todas as informações clicar no botão Incluir , para salvar as informações. 

OBSERVAÇÃO:

·         Somente após digitar TODAS as informações de TODAS as guias clicar no botão INCLUIR;

·         Se a qualquer momento que clicar no botão INCLUIR aparecer a mensagem “CORRIJA AS MENSAGENS E TENTE NOVAMENTE”, verifique nas guias UNIDADE DE ENSINO e DADOS DO BOLETIM se os campos * OBRIGATÓRIOS, foram preenchidos.

Cadastro de Cursos

O cadastro de Novos Cursos, quando realizado, o curso cadastrado será para todas as unidades, ou seja, o cadastro de cursos não é para unidade, mas para Instituição como um todo.

Para cadastrar esse novo curso siga os passos descritos a seguir:

a)    Acessar a área Administrativa;

b)   Selecionar a opção do menu TABELAS;

001005Imagem5.png

c)    Selecionar o ícone CURSOS,     ;

d)   Clicar o botão NOVO;

e)    Aparecem 3 guias, as quais serão descritas a abaixo:

Guia Curso

Nessa guia é feita a caracterização do curso, veja abaixo a descrição dos itens:

001005Imagem6.png

CÓDIGO (obrigatório): esse campo é cadastrado, seguindo um padrão determinado pela instituição para identificação dos cursos. ATENÇÃO: não podem existir dois cursos com o mesmo código;

NOME (obrigatório): Nome comercial do curso;

ÁREA DE ENSINO (obrigatório): selecione na caixa de listagem a área de conhecimento do curso;

NÍVEL (obrigatório): selecione na caixa de listagem o nível escolar do curso;

NR. MÁXIMO DE TRANCAMENTOS: número máximo de vezes que o aluno pode trancar a matrícula e reiniciar o curso;

STATUS (obrigatório): tem duas opções – ATIVO: quando o curso está aberto e INATIVO: quando o curso não acontecendo;

PERIDIOCIDADE DA AVALIAÇÃO (obrigatório): indica o período de inclusão de médias, para o curso;

OPÇÃO PARA CURSAR AS DISCIPLINAS: indica se o curso pode ser feito por matérias individuais ou se todas as matérias devem ser cursadas ao mesmo tempo (pela grade)

CURSO ANTERIOR: quando houver pré-requisito para esse curso, indicar qual é nesse item;

CURSO POSTERIOR: no caso de existir a opção de rematrícula indicar qual curso vem na sequência;

RESPONSÁVEL: responsável na escola pelo curso;

COORDENADOR: coordenador do curso (o coordenador e o responsável podem ser a mesma pessoa);

TIPO DE CONTRATO COM ALUNO (obrigatório): informa se a matricula desse curso é para o curso inteiro independente de sua duração, ou se o contrato será anual.

TÍTULO PROFISSIONAL: qual a titulação que o aluno receberá ao término do curso;

OBSERVAÇÕES: se houver informações adicionais sobre o curso essas podem ser colocadas nesse campo.

Guia Legislação

Nessa guia são inseridas informações legais referentes aos dados de registro do curso na DE. Nenhum dos dados dessa guia são obrigatórios, são apenas de caráter informativo.

001005Imagem7.png

Guia Histórico

Nessa guia são colocadas informações sobre o conteúdo do curso, essa informação também tem caráter apenas informativo.

001005Imagem8.png

Após a inclusão de todas as informações clicar no botão INCLUIR, para salvar as informações. 

OBSERVAÇÃO: Se a qualquer momento que clicar no botão INCLUIR aparecer a mensagem “CORRIJA AS MENSAGENS E TENTE NOVAMENTE”, verifique se todos os campos *  OBRIGATÓRIOS da guia CURSO, foram preenchidos.

Cadastro de Séries

O cadastro de SÉRIES é feito por UNIDADE, ou seja, o cadastro de série quando feito para uma unidade não é válido para Instituição como um todo, mas apenas para a unidade selecionada (1), como mostra a imagem a seguir.

Para cadastrar esse novo curso siga os passos descritos a seguir:

a)    Acessar a área Administrativa;

b)   Selecionar a UNIDADE (1) em que a serie deve ser criada;

c)    Selecionar o PERÍODO LETIVO (2);

d)   Selecionar a opção do menu TABELAS (3);

001005Imagem9.png

e)    Selecionar o ícone SÉRIES,    ;

f)    Clicar o botão Novo ;

g)   Aparecem sete guias, as quais serão descritas a abaixo:

Guia Dados da Serie

001005Imagem10.png

CURSO (obrigatório): Selecione na lista o curso para o qual a série está sendo cadastrada;

NOME (obrigatório): Nomeação da série que irá aparecer para os usuários (professores, alunos e colaboradores), por exemplo: 1o A

MÉDIA PARA APROVAÇÃO (obrigatório): nesse campo deve ser informada a média mínima de aprovação para nessa serie. Independente da Instituição, avaliar por nota ou por conceito, esse item deve ser informado com um valor numérico.

VERIFICAÇÃO FINAL PELO TOTAL DE PONTOS: essa opção se SELECIONADA leva em conta para aprovação o total de pontos (e não pela média final arredondada), se NÃO selecionada considera para aprovação a média final arredondada. Existe diferença porque em algumas situações o total de pontos não atinge o total necessário para ser aprovado no período, mas como a média é arredondada ele pode ficar com média final azul. Se essa opção estiver marcada e acontecer essa situação, o sistema irá deixar essa disciplina como “Não Aprovada” e a média final não será arredondada.

CONFIG. DE FALTAS (obrigatório): na caixa de listagem são apresentadas duas opções: POR DISCIPLINA que considera a proporção de faltas em relação a quantidade de aulas na disciplina por serie, ou seja, o aluno pode ser reprovado por falta na disciplina apenas, e a opção POR DIA DE AULA a porcentagem de faltas será calculada em relação ao total de aulas na série.

% DE FREQUÊNCIA MÍNIMA PARA APROVAÇÃO (obrigatório): porcentagem de presenças mínimas por ano para que o aluno não fique retido por falta na série.

SEQUÊNCIA DA SÉRIE NO CURSO (obrigatório): esse campo é preenchido automaticamente, ele indica qual serie está sendo cadastrada, para o curso selecionado no primeiro item dessa guia.

DURAÇÃO DO CURSO (MESES) (obrigatório): digitar a quantidade de meses (em número), a duração do curso NESSA SERIE.

QTD MÁXIMA DE DISCIPLINAS PARA DEPENDÊNCIA (obrigatório): indica, para ESSA SERIE, quantas dependências o aluno pode levar para a próxima série, para ter aprovação parcial.

, essa opção deve ser

selecionada apenas se for a ÚLTIMA SÉRIE do curso.

DOCUMENTOS EXIGIDOS: selecione na lista apresentada quais documentos são obrigatórios para efetuar a matricula NESSA SERIE. Na caixa de listagem REPLICAR DOCUMENTOS EXIGIDOS: escolher a opção que mais se encaixa na situação desse curso.

Guia Grade Curricular

A guia Grade Curricular, permite selecionar as matérias (componentes curriculares), da serie em questão). No item (1) selecione a matéria que deve compor a grade e clique no botão ADICIONAR (2), para colocar a carga horária clique onde indica o item (3). Repita esses três passos para cada componente da grade curricular dessa série.

001005Imagem11.png

Se a disciplina que compões a grade trabalhar com FRENTES diferentes (por ex: Matemática: Matemática1 e Matemática2) siga os passos descritos a seguir, para configurar essas FRENTES:

a)    Na lista de disciplinas criada, clicar na matéria que tem FRENTE para ser adicionada, para selecioná-la;

003008Image4.png

b)    Na caixa de disciplinas selecionar a FRENTE desejada (1) e clicar ADICIONAR (2);

001005Imagem14.png

Na lista de disciplinas criadas a frente (1) deve aparecer da seguinte forma:

003008Image6.png

Guia Avaliações

Usamos essa guia para criar as configurações dos períodos letivos da série criada, para essa configuração proceda como descrito abaixo:

a)    Clicar na guia AVALIAÇÕES;

b)   Clicar no botão ADICIONAR PERÍODO (1);

003008Image8.png

c)    Irá aparecer a janela apresentada abaixo, nessa janela em Nome (1) digite nessa caixa o nome que será dado ao período (Ex: 10 Semestre, 10 Bimestre), na caixa INÍCIO (2) selecione no calendário ou digite a data de início desse período, faça o mesmo na caixa FIM (3) para configurar a data de encerramento do período, na caixa ENCERRAR DIGITAÇÃO DE NOTAS (4) selecione no calendário ou digite a data máxima para entrega de notas do período criado, e no último item CONFIGURAÇÕES (5) é configurado como será considerada a nota de recuperação (para configurar esse item leia as instruções que aparecem nessa guia em INSTRUÇÕES (6)).

001005Imagem16.png

Para os outros períodos nessa série, clicar novamente no botão ADICIONAR PERÍODO, e seguir os passos descritos no item C.

Nota Conceito

Essa guia deve ser usada apenas se em sua Instituição a nota, no boletim, deve aparecer por conceito, caso contrário não configurar essa guia.

Para configurar siga as instruções a seguir:

a)    Selecione a guia NOTA CONCEITO;

b)    Clique no botão ADICIONAR CONFIGURAÇÃO (1), para ampliar a janela (conforme mostra figura abaixo)

001005Imagem17.png

c)    Em NOTA DE (2), colocar de 0,0 a 10,0 qual o limite inicial ao qual se encaixa o conceito;

d)   Em NOTA ATÉ (3), colocar de 0,0 a 10,0 qual o limite final ao qual se encaixa o conceito;

e)    Em CONCEITO (4), colocar a letra ou texto que representa essa faixa de notas determinado nos itens anteriores;

Exemplo:    

003008Image12.png

Boletim

Nessa guia configuramos informações que irão aparecer na impressão do boletim, como descrito após a figura abaixo:

001005Imagem19.png

a)    Selecionar a guia BOLETIM;

b)   Em Modelo de Boletim (1), na caixa de listagem escolher a opção de formato de apresentação das notas, no boletim, por exemplo: se a escola tem 4 bimestres e faz recuperação apenas no 20 e no 40 bimestres, escolha a opção – 4 períodos de avaliação com recuperação no 20 e no 40 bimestre, campo obrigatório;

c)    Deixe as opções Emitir gráfico com a evolução do aluno os bimestres (2) e Emitir gráfico comparativo da nota do aluno em relação a nota média da turma (2), somente se quiser que esses gráficos apareçam na impressão do boletim.

d)   Em ARREDONDAMENTO campos obrigatórios: no Tipo de arredondamento para as médias dos bimestres (3), e Tipo de arredondamento da média final do período/ano (4), definem-se as regras de arredondamento das médias digitadas. Conforme apresentado a seguir:

·       2 Decimais: essa opção deve ser usada se a média após calculada não sofrer arredondamentos, ou seja, se a Média calculada for 5,12 essa é a nota que irá aparecer no boletim;

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.11111 5.11
5.25 5.25
5.2566666 5.26

·       2 Decimais – Múltiplo de 0.25: use essa opção se as médias forem apresentadas com 2 casas decimais e arredondada de 0,25 em 0,25;

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.11111 5.0
5.25 5.25
5.2566666 5.25
5.44 5.5

·       1 Decimal: essa opção deve ser usada se a média após calculada sofrer arredondamentos para apenas 1 casa decimal;

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.1 5.1
5.25 5.3
5.24 5.2
5.7 5.7
5.75 5.8

·      1 Decimal – Múltiplo de 0.5: use essa opção se as médias forem apresentadas com apenas 1 casa decimal e arredondada de 0,5 em 0,5, ou seja, arredonda com uma casa decimal, sendo sempre que múltiplos de 0.5, mas arredondando para cima quando for .2 ou .7 – exemplo: média calculada 3,25, Média arredondada que irá aparecer no boletim 3,5;

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.1 5.0
5.2 5.0
5.25 5.5
5.7 6.0
5.75 6

·       1 Decimal – Múltiplo de 0.5 (.2 para cima e .7 para cima): arredonda com uma casa decimal, sendo sempre que múltiplos de 0.5, mas arredondando para cima quando for .2 ou .7;

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.1 5.0
5.2 5.0
5.25 5.5
5.3 5.5
5.7 6.0
5.75 6

·      1 decimal - múltiplo de 0.5 (arredondar para 5.0 somente se 4.9 ou acima):

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.1 5.0
5.2 5.0
5.25 5.5
5.7 5.5
5.75 6.0
4.89 4.5
4.9 5.0
4.91 5.0
4.8 4.5
3.8 4.0

·      1 Decimal - Múltiplo de 0.5 (.4 para cima e .7 para cima):

Exemplos
Média Calculada Média Arredondada (aparece no boletim)
5.1 5.0
5.2 5.0
5.25 5.0
5.35 5.0
5.4 5.5
5.5 5.5
5.6 5.5
5.7 6.0
5.75 6.0
5.8 6.0
5.9 6.0

Financeiro

Na guia Financeiro configuramos informações referentes às cobranças e impressão de boletos para fazer essas configurações siga os passos a seguir:

a)    Selecionar a guia FINANCEIRO;

b)   Clicar no botão ADICIONAR RECEITA (1), para ampliar as informações da janela;

c)    Selecione na caixa de listagem CONTA CONTÁBIL(2) o tipo de conta que está sendo criada para gerar posterior cobrança;

d)   No item VALOR TOTAL (3) digite o valor toda dessa conta sem descontos;

e)    No campo NR. PARC. SUGERIDO (4) coloque a quantidade de parcelas que deve ser cobrada dessa Conta Contábil;

f)    Em NR. PARC. MÁXIMO (5)::insira a quantidade máxima de parcelas que essa Conta Contábil pode ter;

g)   OBRIGATÓRIO (6) essa opção deve ficar seleciona SOMENTE  se a Conta Contábil criada não tem bolsa ou isenção de pagamento;

h)    Em CONTA CORRENTE (7) escolha na caixa de listagem a forma de recebimento ao qual a Conta Contábil  criada deve ser relacionada para envio de cobrança;

i)     Os itens identificados como (8), (9) e (10) devem ser selecionados apenas se as contas criadas permitirem esse tipo de ação (desconto ou multa);

001005Imagem20.png

Fim do Período

Na guia FIM DE PERÍODO (1) colocamos informações sobre a recuperação final, depois de selecionar a guia, a opção mais importante é: POSSUI RECUPERAÇÃO FINAL (2), quando selecionar essa opção, na guia AVALIAÇÃO (3), deve ser criado um PERÍODO, recuperação, caso contrário será considerada a média do último período criado como NOTA DE RECUPERAÇÃO FINAL.

001005Imagem21.png

     As outras duas opções: POSSUI EXAME FINAL e POSSUI CONSELHO DE CLASSE, dessa guia são meramente informativas não interfere no calculo das médias finais ou de recuperação.

Após a inclusão de todas as informações clicar no botão INCLUIR , para salvar as informações. 

OBSERVAÇÕES:

1) Se a qualquer momento que clicar no botão INCLUIR aparecer a mensagem “CORRIJA AS MENSAGENS E TENTE NOVAMENTE”, verifique se todos os campos *  OBRIGATÓRIOS da guia SERIE, foram preenchidos.

2) ANTES de configurar qualquer guia do CADASTRO DE SERIE, lembre-se de selecionar a UNIDADE DE ENSINO

Acesso de colaborador à NOVA UNIDADE

Após criar uma nova UNIDADE DE ENSINO, é necessário, que habilite quais colaboradores terão acesso a essa nova unidade, para isso siga as orientações a seguir:

a)    Selecionar o menu TABELA;

001005Imagem5.png

b)   Selecione o ícone COLABORADOR;

001005Imagem22.png

c)    Selecionar na lista no nome do colaborador

d)   Selecionar a guia DADOS DO COLABORADOR;

e)    Na caixa UNIDADES QUE TRABALHA, selecione a Unidade que foi criada;

001005Imagem23.png

f)    Clicar no botão para salvar as alterações.